Como se tornar um influenciador no Linkedin?

Como se tornar um influenciador no Linkedin?

Ser influenciador é mais do que ter milhares de seguidores. São profissionais que têm capacidade de engajar o público com o conteúdo que produzem. Se você deseja se tornar relevante no mercado de negócios precisa se tornar um influenciador no Linkedin, a maior rede social profissional do mundo. Em 2017, essa mídia superou a marca de 500 milhões de usuários, com dois novos membros por segundo. O Brasil é o terceiro país com mais cadastros na rede social, com, aproximadamente, 30 milhões de usuários inscritos. Segundo relatório do próprio Linkedin, há 9 milhões de impressões dos conteúdos no feed da rede social por semana. No mesmo período, são 50 mil publicações por semana. Isso deve-se a quantidade de usuários ativos, que supera a marca de 1 milhão por semana, chegando a compartilhar mais de 130 mil postagens. Outro dado que chama a atenção é do sistema norte-americano de gestão de marca em redes sociais Hootsuite, que mostrou que 57% das empresas que investem em Marketing Digital têm uma página da empresa nesta mídia. Todos esses dados mostram a relevância dessa rede social e porque você deve investir em Marketing de Influência para si mesmo.

Mas, como se tornar um influenciador no Linkedin?

Se você já está no Linkedin, mas não usa sua conta para nada, está perdendo tempo e dinheiro. Ter um perfil nesta rede social não é suficiente. Assim como em qualquer outra mídia online, você precisa produzir conteúdo relevante e com periodicidade, além de traçar estratégias para a performance das suas publicações. Para te ajudar a se tornar um influenciador no Linkedin, aqui vão algumas dicas sobre como você pode se destacar. Confira!

  1. Aproveite os posts dos influenciadores:

    Busque por artigos de influenciadores para estudar seu conteúdo e suas estratégias. Na aba “Notícias”, você encontra os posts mais recentes. No menu “Interesses”, você encontra a guia “Top Posts” e pode filtrá-la por período. Escolha dois ou três e aproveite também para curtir, comentar e compartilhar essas publicações. Pode soar estranho, mas alguns influenciadores conseguem alcançar mais de 2 milhões de impressões por publicação. Interagir com conteúdos produzidos por quem já tem relevância nessa mídia pode significar atrair visibilidade para você. Você pode programar o compartilhamento de posts ao longo do dia. Assim, divulga conteúdos relevantes com periodicidade. Procure também  seguir um novo influenciador por dia. Assim, você passará a receber postagens relevantes no feed e se conectará com curadores de conteúdo de qualidade.

     

  2. Encontre conteúdo de outros mercados:

    Não siga apenas influenciadores do seu mercado, mas também de personalidades e profissionais renomados de outras áreas e empresas desses novos ramos. Isso te ajudará a pensar “fora da caixinha”. Você pode encontrar seus conteúdos na aba “Notícias”, como mencionamos acima, e também na aba “Descobrir”, escolhendo um tema diferente para seguir por dia na guia “Canais”. Procure temas que lhe interessem e que podem agregar para suas próprias postagens. Assim, suas publicações se tornarão mais relevantes e você conseguirá conquistar o interesse do seu público e, consequentemente, seu engajamento, estando mais perto de tornar-se um influenciador no Linkedin.

  3. Interação além dos influenciadores:

    Além de seguir e interagir com perfis de influenciadores, busque também perfis de empresas que têm a ver com seu ramo de atuação. Entre em grupos de referência da sua área profissional e interaja com suas publicações, fazendo comentários que incentivem o engajamento, como perguntas, por exemplo. Você pode se filiar a até 50 grupos. Comece por grupos locais, da sua região, e faça contribuições que possam se destacar. Busque também pelos profissionais que trabalham ou trabalharam com você e se conecte com eles. Você pode ir até seus perfis e assinalar suas competências, clicando nas que deseja destacar. Você também poderá escrever pequenos depoimentos em seus perfis, de forma a recomendar tais profissionais. Assim, você fará recomendações e poderá obtê-las de volta, o que, consequentemente, lhe dará mais credibilidade.

  4. Conquiste admiração:

    A concorrência também é alta nas redes sociais. São milhares de perfis fazendo milhares de postagens todos os dias. Como então, em um meio tão competitivo, conseguir atrair a atenção do seu público? Se você interagir com as publicações da sua rede, comentando, curtindo e compartilhando, esses usuários começarão a prestar atenção em você. Isso significa mais engajamento nas suas publicações. Ao convidar novos usuários a fazerem parte da sua rede de contatos, escreva um pequeno texto explicando o porquê de você querer incluí-los em sua rede. Escreva mensagens personalizadas, que constróem uma relação mais próxima entre diferentes usuários. Nada da mensagem padrão do Linkedin, que possuem uma baixa taxa de engajamento.

  5. Tenha um perfil que passe credibilidade:

Essa é a dica principal! Seu perfil é a imagem da sua marca e, por isso, deve estar atualizado e adequado ao seu negócio. Escolha uma foto para o seu perfil que tenha sido tirada em um ambiente de trabalho e uma foto de capa que remeta a sua profissão. No título, coloque uma informação curta e direta sobre a sua especialidade. Algo como “Especialista em Marketing Digital”. Deixe para especificar o seu cargo no campo próprio para isso. Em resumo, você pode se estender mais, escrevendo um texto de cinco a seis linhas descrevendo o seu trabalho. Fale sobre seus objetivos, anos de experiência e sua formação, por exemplo. Lembre-se de fazer um resumo objetivo, claro e atrativo. Inclua também imagens, documentos, apresentações em Power Point ou PDF e links em “Mídia” ligados ao seu negócio. Ainda sobre as suas experiências e formações acadêmicas, você deve incluir nos campos próprios o cargo, a empresa e os anos de trabalho no campo “Empresas”. Use também links para o site oficial dos negócios e fotos dos logos. E sempre atualize seu perfil com novas informações, como cursos que concluiu, projetos que realizou, prêmios que ganhou e mudanças de cargo ou de empresa.

 

Seguindo essas dicas, você poderá se tornar relevante nessa rede social e assim vir a ser um influenciador no Linkedin. Lembre-se que estar presente não é suficiente. É preciso se fazer presente, produzindo conteúdo, trabalhando na performance dele e conquistando alcance, impressão e engajamento.


Gostou deste artigo? Inscreva-se na nossa newsletter para receber mais notícias!

Artigos Relacionados