Crescimento do Instagram

Crescimento do Instagram

Você sabe quanto tempo gasta com redes sociais? Segundo uma pesquisa da ComScore Consultoria, os brasileiros gastam, em média, 650 horas por mês neste tipo de site, o que corresponde a mais de 90% do tempo que temos no mesmo período. Graças a essa quantidade, o Brasil conquistou o segundo no ranking de países com maior tempo gasto em redes sociais, ficando atrás apenas da Filipinas. A primeira rede social mais utilizado pela população brasileira é o Facebook, com 139 milhões de usuários, o que corresponde a quase 7% do total no mundo, que é de mais de 2 bilhões. Apesar da posição, o Facebook vem perdendo espaço para outra rede social de Mark Zuckerberg. O crescimento do Instagram não para! No final de 2017, o aplicativo de compartilhamento de fotos e vídeos superou a marca de 800 milhões de usuários ativos por mês e 500 milhões por dia em todo o mundo. A expectativa desta rede social é atingir 1 bilhão de usuários em 2018. E os dados impressionantes não param por aqui!

Segundo o eMarketer, o número de empresas norte-americanas que passou a usar a rede social em 2016 quase dobrou no ano seguinte. Em 2017, 70,7% dos negócios dos Estados Unidos que usavam redes sociais em seu Marketing Digital estavam no Instagram contra 67,2% no Twitter. Foi a primeira vez que o site de fotos e vídeos de Zuckerberg superou o microblogging e a tendência é que continue superando.

Segundo dados do próprio Instagram, já são mais de 5 milhões de perfis comerciais e 2 milhões de anunciantes em todo o mundo. Ainda de acordo com a pesquisa do eMarketer, o número de perfis de empresa no Instagram atingiu a marca de 8 milhões em 2017, contra 1,6 milhão no ano anterior. Segundo a pesquisa Mídias Sociais 360º, realizada pela Fundação Armando Alvares Penteado (Faap) em parceria com a Socialbakers, o Instagram superou a marca de um milhão de seguidores, em média, por perfil comercial. Isso representa um aumento em mais de 2.000% em relação a 2014, quando o número de seguidores por marca era de 49 mil. Essa foi a maior taxa de crescimento de todas as redes sociais. Esses dados ensaiam que o Instagram pode não ser apenas uma moda passageira, mas sim ter uma grande aptidão para alcançar números ainda maiores nos próximos anos.

Esses dados também mostram que essa rede social pode ser uma boa plataforma para o seu negócio, já que cada vez mais empresas estão investindo nela. Mas, se te resta alguma dúvida sobre a relevância do Instagram para o mercado de negócios, a própria rede social te apresenta números que vão te fazer mudar de ideia. Segundo pesquisa feita pela própria no último ano, 80% dos seus usuários seguem pelo menos uma empresa na rede social. Outro dado é que 60% dos usuários da plataforma já descobriram um novo produto ou serviço nesta rede. Destes, 180 milhões chegaram até o negócios e 30% compraram o que descobriram. Por todos esses números é que a meta do Instagram quanto à receita com publicidade era a de atingir US$ 4 bilhões. Além dos anúncios no feed de notícias, também é possível fazer publicidade no Stories.

E esse recurso do Instagram é outro fator que explica o crescimento do Instagram no último ano – e o porquê de podermos afirmar que essa rede social vai longe. Atualmente, o Stories da plataforma possui 300 milhões de usuários ativos por dia. Só para você ter uma ideia, esse número que já supera a quantidade de pessoas que utilizam o Snapchat por dia, visto que, segundo a própria rede social, a plataforma possui 173 milhões de usuários ativos diariamente. Mas, a comparação com dados do próprio Instagram já impressiona, visto que a plataforma atingiu 50 milhões de usuários ativos do Stories nos seus três primeiros meses e depois aumentou em seis vezes esse número em apenas um ano. O sucesso das histórias do Instagram, muito maior que as do Facebook e do WhatsApp, pode ser vinculado às constantes atualizações de recursos. Somente em 2017, a ferramenta ganhou máscaras divertidas, stickers de hashtags, GIFs, destaques e a opção “Enquetes”. Para 2018, novos recursos já estão em testes, tais como anúncios em sequência na ferramenta, compartilhamento de Stories do Instagram no WhatsApp, aviso de print da história e muito mais. Por todo esse investimento é que a tendência é que o Instagram continue crescendo – e muito do futuro da rede social se encontra nos Stories.

Mas, afinal: para onde vai todo esse crescimento do Instagram?

Além de novos recursos no Stories, o Instagram também já trouxe novidades para as postagens no feed. As chamadas Shopping Tags, funcionalidade que permite o usuário a ter mais informações sobre o produto exibido na publicação, foi liberada para todos os perfis comerciais. Como foi liberada a pouco tempo, ainda não existem dados sobre seus resultados, mas a tendência é que seja mais um recurso a atrair mais negócios e usuários para o Instagram. O desenvolvimento contínuo do Stories também deve ser responsável pela rede social bater novas metas de crescimento neste e nos próximos anos. A tendência é que, se o Instagram repetir suas taxas de expansão como em 2017, essa rede social venha a ser a com maior número de usuários ativos do mundo, superando o Facebook.

Isso porque, além do próprio desenvolvimento, a plataforma de fotos e vídeos tem contado com o azar das outras redes sociais. O Facebook está envolvido em um escândalo de privacidade, que tem feito o site perder anunciantes e acionistas pressionarem Mark Zuckerberg para que ele peça demissão. Cerca de 87 milhões de usuários tiveram seus dados vazados, que teriam sido usados para manipulação de opinião pública durante a última eleição presidencial americana, que tornou Donald Trump presidente dos Estados Unidos, e ao longo do referendo para que o Reino Unido deixasse a União Europeia. Já o Snapchat não vem agradando seus usuários. O novo design da plataforma resultou em avaliações negativas nas lojas de aplicativos. Durante os primeiros dias de teste do novo visual, 83% das avaliações da rede social na App Store tinham apenas uma ou duas estrelas. A inovação da interface do aplicativo também gerou uma petição para que a atualização fosse cancelada. O documento recebeu mais de 1 milhão de assinaturas. O Snapchat também se envolveu em polêmicas que afetaram suas ações, como um tweet de Kylie Jenner que gerou uma desvalorização de mais de US$ 1 bilhão em um único dia.

Outras redes sociais, como o Youtube e o Twitter, apresentaram crescimento no último ano, assim como o Instagram. Mas, a rede social de fotos e vídeos, como já mencionado, foi a que obteve a melhor taxa. Foram mais de 2.000% contra 800% de crescimento do Youtube, por exemplo. Por essas razões é que é possível afirmar que o crescimento do Instagram vai longe.


Gostou deste artigo? Inscreva-se na nossa newsletter para receber mais notícias!

Artigos Relacionados