Marketing para Terceira Idade: estratégias para atrair esse público que só vem crescendo

Marketing para Terceira Idade: estratégias para atrair esse público que só vem crescendo

Quando se fala em Marketing, uma parte mínima de promoções e de estratégias é voltada para a terceira idade. Porém, a expectativa média de vida vem crescendo desde os anos 1980. Com isso, o número de idosos que trabalham e permanecem ativos cresce cada vez mais. Segundo o IBGE, 22% dos brasileiros com mais de 60 anos ainda trabalhavam em 2016, fatia que representa 4,5 milhões de pessoas. O resultado é um aumento gradativo do número de idosos que não são só usuários de meios digitais, como também consumidores em lojas online, afinal as inovações tecnológicas são adotadas primeiro pelas gerações mais novas, mas depois também são seguidas pelas mais velhas. Só para se ter uma ideia, o Brasil já superou a marca de 5 milhões de idosos com acesso à internet.

Muitas empresas já perceberam as vantagens de investir em Marketing para Terceira Idade. Agências de viagens, academias e salões de dança são alguns dos setores que já traçam estratégias e lançam campanhas online voltadas exclusivamente para esse público-alvo. Isso porque, além de permanecerem um bom tempo conectados, já que possuem mais tempo livre, essa faixa etária prioriza qualidade de vida. Outro fato é que, segundo pesquisa realizada pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil) e pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas (CNDL), 34% dos idosos sentem falta  de produtos voltados para eles e 70% acreditam que é preciso haver melhorias no atendimento. E, ao contrário de consumidores de outras faixas etárias, essa faixa etária não costuma dar segundas chances. Se foram mal atendidos, possivelmente não vão voltar ao seu estabelecimento, seja em lojas físicas ou onlines.

Em entrevista ao portal Pequenas Empresas & Grandes Negócios, a professora doutora na área de Marketing para Terceira idade Natani Carolina Silveira afirmou que os idosos não se importam de pagar um valor mais alto por um produto se ele for bom. A pesquisadora ainda enfatizou que essa faixa etária está mais informada sobre os seus direitos – e isso, com certeza, tem um impacto sobre as suas compras, já que, ainda de acordo com a pesquisa do SPC Brasil e da CNDL, 67% dos idosos possuem autonomia em suas compras.

Para entender melhor esse universo, listamos abaixo razões para investir nesse segmento e como você pode falar com esse público. Confira!

Por que investir em Marketing para Terceira Idade?

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), o mundo terá dois bilhões de idosos até 2050. No Brasil, o número de pessoas acima dos 60 anos deverá crescer ainda mais rápido que a média internacional. De acordo com o Relatório Mundial de Saúde e Envelhecimento de 2015, a quantidade de idosos brasileiros triplicará até a metade deste século. Hoje, essa parcela já representa 12,5% da população no país.

Isso acontece graças a uma série de fatores, como novos tratamento médicos e hábitos de vida mais saudáveis, que têm feito os brasileiros viverem cada vez mais. Segundo pesquisa do IBGE divulgada em dezembro de 2017, a expectativa de vida no Brasil é de 75,8 anos, o que representa um aumento de 13,3 anos em relação à média dos anos 1980.

E a terceira idade não representa apenas uma fatia importante de dados demográficos. Os idosos também possuem uma renda superior aos jovens, por exemplo. Segundo a plataforma financeira Bloomberg, 70% da receita disponível nos Estados Unidos está concentrada na população acima dos 50 anos, o que dá a eles alta capacidade de compra. Já um estudo feito pela Escopo, empresa de consultoria de geomarketing, mostrou que o consumo entre os brasileiros maiores de 50 anos foi de quase 1 trilhão de reais só em 2013 – cerca de 34% do consumo de toda a população brasileira.

Os idosos também são o grupo que mais adere redes sociais atualmente. Segundo pesquisa do IBGE, o número de pessoas com mais de 50 anos conectadas à internet aumentou mais de 200% entre 2015 e 2011, o que representa 5,6 milhões de idosos. Destes, cerca de 72% já fizeram uma compra online e aproximadamente 83% já pesquisaram por produtos em plataformas digitais. Inclusive, segundo pesquisa realizada pelo Datafolha, pela Provar e pelo IBGE, 50% do varejo virtual é consumido pela terceira idade. Já a pesquisa realizada pelo SPC Brasil e pela CNDL mostrou que as redes sociais mais usadas pelos idosos são o Facebook, o WhatsApp e o Youtube.

Resumindo: a terceira idade é fatia importante, tanto em questões demográficas, quanto em comerciais, e ainda estão cada vez mais ativos nos meios digitais. Não há, portanto, como ter dúvidas sobre o porquê deve-se investir em marketing para terceira idade. Agora, como fazer isso? Abaixo, você confere dicas de como atingir idosos em suas ações de publicidade.

Como fazer Marketing para Terceira Idade?

1. Entenda que há diferenças dentro deste segmento:

Os idosos até podem ter interesses em comum, como saúde e bem-estar, mas é importante lembrar que, assim como em outras faixas etárias, cada indivíduo possui seus próprios interesses. Procure entender que tipo de personas idosas fazem parte do seu público e faça as suas estratégias a partir desta compreensão. Só assim é possível criar a segmentação certa e fazer com que o seu público se identifique com a sua marca.

2. Crie campanhas diretas, claras e objetivas:

Apesar de usarem cada vez mais os meios digitais, muitos idosos possuem dificuldade. Por isso, é fundamental que as suas campanhas sejam claras, diretas e objetivas. Dê preferência a anúncios com fácil legibilidade e com caminhos intuitivos, que possuam informações curtas. Lembre-se: idosos querem independência. Se eles conseguirem entender sozinhos e de forma rápida o que a mensagem diz, as chances de conversão são maiores.

3. Ganhe a confiança dos idosos:

A terceira idade costuma ser mais leal a marcas por terem mais cuidado e receio em mudar seus hábitos, serviços ou produtos e se arrependerem. Para ganhar essa faixa etária, é preciso mostrar os benefícios que essa mudança irá lhe trazer, principalmente ao que estiver ligado à qualidade de vida. Tenha um time de atendimento e vendas disponível com tempo para conversar. Vale lembrar que os idosos gostam de atenção.


Gostou deste artigo? Inscreva-se na nossa newsletter para receber mais notícias!

Artigos Relacionados