20 anos de Google: conheça as principais curiosidades

20 anos de Google: conheça as principais curiosidades

Em setembro de 2018, o Google completou 20 anos de história. A dupla, Larry Page e Sergey Brin, teve o seu primeiro escritório na garagem de uma amiga. Amiga essa, que hoje em dia, é a CEO do YouTube. Dentro daquela garagem, o projeto de pesquisa na Universidade de Stanford se tornou a empresa que mudou o mundo.

No dia 27 de setembro, no dia do seu aniversário, na página principal do Google, foi ao ar um doodle contando um pouco das suas histórias. Se você já navegava na internet há 20 anos atrás, é capaz de lembrar alguns deles. Caso, não se recorde, é só pesquisar no Google 😉 Assista aqui o vídeo!

Confira 10 fatos e curiosidades que aconteceram nesses 20 anos.

1.Todos os Doodles do Google juntos? Têm!

Como o nosso post começou falando sobre o doodle de 20 anos, nada mais justo do que falar sobre todos os outros. Se acessar esse link, você terá acesso a todos eles. Quem lembra do lendário doodle do Pac Man? Com ele era possível disputar partidas desse jogo clássico. Ficou com vontade de jogar? Só clicar na imagem abaixo!

É comum que esses doodles interativos e divertidos sejam mais lembrados, porém além da diversão, eles também são explicativos. O Google fornece informações sobre os mais variados temas. Como, por exemplo, se você clicou na imagem acima percebeu que além do jogo também encontra informações sobre pessoas e acontecimentos de diversas culturas. Afinal, a essência da plataforma é organizar todo o conhecimento da humanidade.

2. Mas nem tudo o que está na internet, está no Google

Apesar de a resposta universal para quem não sabe algo seja “Procura no Google”, não é bem assim que funciona. Não há um número preciso, mas acredita-se que apenas 5% do conteúdo da internet esteja de fato disponível no buscador.

É ai que você me pergunta: Mas se está na internet e não está Google, onde eu encontro?. E eu respondo: Está na Deep Web!

 

Apesar das pessoas pensarem que a Deep Web é completamente assustadora, não é bem assim. Nela, além de conteúdos estranhíssimos, também estão hospedados alguns serviços de notícias e até o Netflix! É isso mesmo, sempre que você faz a sua maratona de Grey´s Anatomy (ou qualquer outro conteúdo da plataforma), você está entrando na deep web. Além disso, e-mails e a sua conta bancária também ficam na deep web. Esse tipo de conteúdo fica hospedado na deep web para que não seja hackeado facilmente, por exemplo.

Os conteúdos assustadores ficam na Dark Web. Se você tiver coragem, pode pesquisar mais sobre, mas não recomendo ir na pesquisa de imagens. Algumas são realmente terríveis.

3. O botão “estou com sorte”, não trouxe tanta sorte assim para o Google

Você já deve ter reparado que na página inicial do Google em desktops, além da barra para inserir os termos, temos os botões “Pesquisa Google” e “Estou com Sorte”. Bem, esse botão “Estou com sorte”, ajudava o público a economizar o tempo gasto com as pesquisas. Porém, para o buscador, ele chegou a custar 110 milhões de dólares anuais. Isso porque, esse botão redireciona o usuário, automaticamente, para o primeiro lugar da página de pesquisas. Dessa forma, o usuário não é alcançado pelos anúncios, maior fonte de renda do Google.

Como atualmente, o hábito é de realizar pesquisas através do aplicativo móvel, o uso desse botão deve ter sido reduzido drasticamente.

4. O que aconteceu com o Google Instant?

Ele existiu durante 7 anos, de 2010 à 2017. E, para quem não lembra, o  Instant era uma configuração da plataforma em que os resultados de pesquisa apareciam conforme se ia digitando as palavras.

Respondendo a pergunta anterior: ele morreu. Com a chegada dos smartphones, ele se tornou dispensável. Isso porque, a maneira de pesquisar mudou e junto dela a interação do usuário com o Google se atualizou.

5. Muito mais que um buscador

Os 20 anos que comemoramos hoje são da página de pesquisa. Pode ser que você conheça apenas essa faceta dessa gigante da tecnologia. Ela já cresceu bastante e, hoje tem muitos produtos que podem, inclusive, ajudar o seu negócio.

O aniversário de 20 anos é da ferramenta de pesquisa, e essa pode até ser o único serviço que você conhece. Mas ele vai muito além. O Google é um gigante da tecnologia, e conta com uma gama de serviços e produtos.  Por exemplo, você pode anunciar no Google e nos seus parceiros com o Ads, ou visualizar informações sobre trânsito com o Maps. E para quem sabe o Youtube é um serviço do Google, e o sistema operacional Android também.

 

Quer conhecer tudo o que o Google te oferece? É só clicar aqui!

6. Tudo começou com os backlinks

Antes do Google, já existiam outros buscadores populares, como por exemplo o Yahoo!. Porém, seus resultados das pesquisas funcionavam diferente do Google. Eles rankeavam os sites baseados na recorrência das palavras-chaves existentes nos textos.

Os criadores do Google, discordavam desse algoritmo de resultados. Sergey Brin e Larry Page, acreditavam que a melhor forma de mensurar a autoridade de um site é com a quantidade de links que direcionam para ele. Esses links são chamados de backlinks. O nome original da plataforma, em referência a esse termo, era BackRub.

Além do mencionado acima, a qualidade da página que linkava para o seu site também era um fator essencial. Quanto maior a qualidade, mais pontos você ganhava para rankear bem. E até hoje, os backlinks fazem parte do sistema para o rankeamento no Google. É como se eles fizessem o papel da referência bibliográfica. Hoje em dia o algoritmo do Google é altamente especializado e complexo, e leva em consideração outros fatores além dos backlinks.

7. Você pode otimizar sua página para rankear bem no Google

Você sabe o que é SEO? SEO é a sigla em inglês para otimização para motores de busca – como o Google. Basicamente, um bom SEO permite que sua página fique entre os primeiros resultados. A utilização dos backlinks, citados acima, fazem parte dessa otimização. Eles são um dos critérios usados para mensurar a autoridade de uma página sobre um assunto em específico. Além disso, existem diversos outros critérios que impactam no ranking do SEO.

Ao usar as técnicas de SEO, você consegue melhorar a posição do seu site no rakeamento da busca orgânica. Sem utilizar a ferramenta de anúncio pagos, Google Ads.

Essa técnica é essencial para ter visibilidade hoje em dia e ;e bastante complexa, apesar de não ser um bicho de sete cabeças. Se você quiser mais, te convido a ler dois dos nossos conteúdos sobre SEO. É clicar aqui e aqui!

8. O Neymar é o jogador de futebol mais pesquisado no Google

Para comemorar os seus 20 anos, foi lançada uma nova ferramenta sobre Insights. Com ela você pode descobrir vários fatos curiosos. Entre eles, é que o jogador de futebol Neymar foi o jogador mais pesquisado nos anos de 2013, 2014, 2015, 2017 e 2018.

O fato mais legal dessa ferramenta é comprovar que as pesquisas 00estão relacionadas a um retrato da sua época. Isso porque, as pessoas têm uma necessidade de se informaram sobre o que está acontecendo em sua volta, e cada vez mais em tempo real.

Por isso é muito importante que isto esteja em mente ao criar a sua estratégia de Marketing de Conteúdo. É necessário entender o que o seu público está pesquisando sobre o seu mercado. E para facilitar, o próprio Google possui uma ferramenta gratuita com esse intuito: o  Trends.

9. Você já usou a pesquisa avançada?

Se você quiser pesquisar mais a fundo, o Google oferece inúmeras opções para te ajudar. Você sabia que se colocar uma frase entre aspas, o buscador vai te apresentar as palavras exatamente na ordem em que elas estão.

As opções de pesquisas são muito diversas, caso você queira saber mais, que tal dar uma pesquisada?

10. Além do Google ser o primeiro buscador mais usado, o segundo também é dele

Lá no início eu post, nós falamos que o YouTube é do Google, certo? Então, o segundo maior buscador do mundo também pertence ao Google, e é o YouTube! Inclusive, com isso em mente, o Google está desenvolvendo seu algoritmo para apresentar cada vez mais resultados de vídeos em sua busca nativa.

Graças ao Google nosso trabalho e nossas vidas ficaram muito mais fáceis. Parabéns, Google! E para você, no que mais ele te ajuda?

 

Artigos Relacionados